Olhar Digital

Wi-Fi arrow-options
shutterstock
Confira as dicas para se proteger em redes públicas


Em sua coluna semanal de consultoria técnica, o FBI alertou os turistas sobre o perigo de se usar redes Wi-Fi gratuitas durante uma viagem - como as encontradas em hotéis ou aeroportos. O conselho já foi muito repetido, mas a agência alerta novamente.

"Não permita que seu telefone, computador, tablet ou outro dispositivo se conecte automaticamente a uma rede sem fio gratuita enquanto estiver fora de casa", alertou o FBI. "Este é um convite aberto para maus atores acessarem seu dispositivo. Eles podem carregar malware , roubar senhas e PINs, ou até mesmo controlar remotamente seus contatos e câmera", continuou a agência.

Leia também: Quer se manter livre de hackers? FBI dá 5 dicas para proteger a segurança online

No entanto, o FBI entende que os usuários não podem viajar pelo mundo sem usar nenhuma rede sem fio. Nesse caso, os investigadores recomendam que os turistas evitem usar uma conexão Wi-Fi pública gratuita, ou não confiável, para operações confidenciais, como verificar contas bancárias.

"Um hacker amaria seu ID de usuário e sua senha - não dê isso a eles", disse o FBI, referindo-se ao fato de que invasores podem interceptar o tráfego em redes públicas de Wi-Fi . Geralmente, isso pode ser atenuado se o usuário estiver conectado a sites via HTTPS . Contudo, nem sempre é algo possível.

Se o invasor estiver no controle do roteador ou do ponto de acesso Wi-Fi (seja invadindo o dispositivo ou o possuindo fisicamente), ele também poderá interceptar o tráfego HTTPS criptografado. Embora seja mais complicado, isso é possível, e é o motivo pelo qual os usuários não devem usar Wi-Fi público ou desconhecido para qualquer operação confidencial, mesmo que suas conexões sejam carregadas via HTTPS.

Leia também: Não carregue seu celular em entradas USB públicas; entenda o porquê

Em vez disso, a agência recomenda que os visitantes usem a conexão de dados móveis de seus telefones em detrimento a um Wi-Fi desconhecido. Se for necessário conectar um computador, o FBI sugere criar um ponto de acesso móvel através do telefone, onde a conexão de dados móveis está ativa, e permitir que o laptop se conecte à internet por meio do plano de dados móveis do telefone.

Por fim, o FBI também recomenda que, no caso de não estar viajando e sim recebendo hóspedes, também deve "considerar a possibilidade de configurar uma conta Wi-Fi separada para eles". "Dessa forma, se eles estiverem conectando dispositivos não seguros em sua rede, você poderá segregar as vulnerabilidades dos dados confidenciais ", concluiu a agência.

    Veja Também

      Mostrar mais