Olhar Digital

Nvidia arrow-options
Pixabay
Conheça o novo serviço da Nvidia


Após uma longa fase beta, a Nvidia  lançou, nesta terça-feira (04), seu serviço de jogos em nuvem GeForce Now . O streaming está disponível por US$ 5 ao mês.

Ao contrário do  Google Stadia , o streaming da Nvidia não está tentando criar uma experiência semelhante ao console com sua própria linha de jogos. Em vez disso, ela se conecta a sua conta Steam, Epic ou Battle.net e permite jogar os títulos comprados em plataformas de terceiros.

O valor cobrado libera a edição Founders, que permite jogar por tempo indeterminado. Apesar disso, a empresa diz que planeja aumentar a taxa de assinatura em algum momento. Os primeiros três meses serão gratuitos , em seguida paga-se cinco dólares por mês.

Leia também: Guerra de consoles: preço do PlayStation 5 vai depender do Xbox Series X

No entanto, há uma forma de criar uma conta gratuita, mas ela só permite sessões de jogo de uma hora, e limita a potência do  hardware . Além disso, pode ser necessário aguardar um pouco para iniciar um jogo, caso muitas pessoas estejam conectadas ao serviço. Segundo a Nvidia , "não há limite para a quantidade de sessões [gratuitas] que você pode jogar", mas o tempo de fila pode interromper o processo - o que não acontece na versão paga. 

No momento, o GeForce Now pode ser reproduzido via  PC , MacAndroid , incluindo a  TV Nvidia Shield . A empresa disse que o suporte ao Chromebook está chegando "ainda este ano". Até agora, nada foi dito sobre os planos para iOS .

Leia também: Netflix vai transformar game Resident Evil em série

A princípio, o GeForce Now está disponível apenas na Europa e nos Estados Unidos. Por enquanto, a Nvidia está otimizando os jogos para a plataforma, um de cada vez. Portanto, é possível que um jogo de sua biblioteca da Steam não apareça na lista de jogos compatíveis. 

Ainda há uma grande lista de restrições, mas esse pode ser o futuro dos games . Uma delas é a proximidade com um data center da Nvidia , para reduzir a latência. Atualmente, a empresa possui nove data centers nos EUA, cinco na Europa, dois no Japão e um na Coreia do Sul.

Nos bastidores, a empresa usa placas gráficas próprias que suportam ray tracing. Contudo, a Nvidia não compartilha mais detalhes. Para testar o serviço, recomenda-se utilizar uma conta gratuita primeiro para verificar a estabilidade de sua conexão.

    Veja Também

      Mostrar mais