Olhar Digital

Android 11
Unsplash/Mitchell Luo
Google libera versão beta do Android 11


Depois de um adiamento em decorrência da convulsão social nos Estados Unidos , o Google decidiu liberar nesta quarta-feira (10) a primeira versão beta publicamente acessível do Android 11 . A empresa cancelou a apresentação ao vivo da nova versão e decidiu publicar apenas uma série de vídeos detalhando o que há de novo.

Leia também:

Antes do lançamento, Android 11 chega a Google Pixel 4; veja as novidades

Promessa não cumprida: Google Chrome não dá privacidade completa no modo anônimo

Google é acusada de roubar dados dos usuários; entenda

O sistema operacional já estava disponível em fase de prévia para desenvolvedores, que é uma versão muito crua voltada especificamente para quem precisa conhecer as novidades para testar aplicativos antes do lançamento da edição final da plataforma. Com a chegada do beta público, o sistema ainda é instável, mas refinado o suficiente para um usuário comum, mas aventureiro, poder conhecer as novidades.

Nem todos os celulares são compatíveis com o Android 11 beta , no entanto. O Google liberou a versão para os seus próprios smartphones, da linha Pixel , mas apenas os modelos Pixel 2 em diante. Outros aparelhos devem ter acesso, mas a empresa ainda não confirmou os modelos.

O que há de novo?

O Google mexeu fundamentalmente na forma como o sistema lida com as notificações, mais especificamente nas notificações de aplicativos de conversas. Agora, em vez de reunir todas os alertas no mesmo espaço, como sempre aconteceu, os avisos de bate-papo terão um espaço dedicado, permitindo também definir alguma conversa como prioritária, que pode ser exibida mesmo quando o “Não Perturbe” está ativado.

Mas a mudança mais drástica (ainda que opcional) é a adoção do visual de Balões para as notificações. Com eles, as notificações viram bolinhas flutuantes na tela, ao estilo Facebook Messenger , permitindo interagir com os apps e as mensagens sem precisar abri-lo por completo. O recurso nasceu no Android 10, mas estava escondido sob configurações ocultas, e agora estará acessível sem nenhum ajuste complexo. Quem quiser usar o sistema antigo de notificações, no entanto, ainda poderá usá-lo.

Na questão de privacidade , o Google decidiu levar as permissões a sério, evitando abuso. Agora será possível dar a um aplicativo autorização para usar recursos como câmera, microfone e localização apenas uma vez. Assim, é possível garantir que o app só vai ter acesso a isso quando você realmente precisa e não vai abusar dessa possibilidade em segundo plano. O Android também ficará atento a aplicativos que você não usa mais: se der permissões a um app que está há muito tempo sem ser aberto, o sistema automaticamente revogará o acesso.

O botão de energia do Android ganhou mais uma função além de ligar e desligar o celular e fazer capturas de tela. Para quem já entrou na era de automação doméstica, a tecla também exibirá controles rápidos para dispositivos conectados, como lâmpadas, fechaduras e outros aparelhos, sem precisar abrir nenhum app para isso.

    Veja Também

      Mostrar mais