Olhar Digital

Xiaomi
Divulgação/Xiaomi
Imagem do Xiaomi Mi 10


Todos os anos, os smartphones ficam mais caros. Seja por conta de componentes melhores ou tecnologias avançadas. Esse movimento ocorre em menor escala com os celulares chineses, no entanto, isso parece estar prestes a mudar.


De acordo com uma fonte anônima do site GizChina, o processador que será utilizado na próxima geração de aparelhos da Xiaomi , o Snapdragon 875 , custa cerca de US$ 250 – o modelo utilizado anteriormente, o Snapdragon 865, custa entre US$ 150 e US$ 160.

Isso pode fazer com que os aparelhos, que devem chegar com conexão 5G , possam sofrer ajustes em relação aos preços praticados em todo o mundo. Com a alteração, pode ser que os próximos aparelhos topo de linha sejam cerca de US$ 100 mais caros do que os deste ano – isso considerando o preço original, em outros mercados, como o Brasil, o valor pode ser maior. Obviamente, existem diversos outros fatores que podem influenciar no preço de um smartphone .

O Snapdragon 875 terá um sistema Super-Core Cortex-X1 que oferece 30% mais desempenho que o antecessor, o Cortex-A78. Serão oito núcleos de processamento, divididos em três grupos. Eles estarão dispostos em um arranjo 1 + 3 + 4. Em teoria, é uma melhoria significativa em relação ao aparelho anterior. Resta saber se isso se confirma na prática – e se o preço mais alto se justifica.

Embora os aparelhos topo de linha da Xiaomi  tenham seus valores reajustados a cada ano – mesmo que em escala menor -, a empresa ainda oferece alguns dispositivos mais baratos, como os da linha Redmi .

    Veja Também

      Mostrar mais