Olhar Digital

huawei
Peter Stein/Shutterstock
Huawei vende subsidiária Honor

Recentemente, rumores indicavam que a Huawei  estava negociando a venda da Honor , sua subsidiária que é famosa por oferecer smartphones econômicos. Eis que, nesta terça-feira (17), segundo a Reuters, o negócio está prestes a ser fechado.

A venda será feita diretamente para um consórcio de mais de 30 agentes e revendedores que vai criar uma nova empresa, chamada Shenzhen Zhixin New Information Technology, para assumir os negócios.

Quando todo o processo for concluído, a Huawei não terá mais qualquer participação nos lançamentos da marca Honor. Quem controlará tudo a partir da assinatura do contrato será a nova empresa. De acordo com um comunicado divulgado pelo consórcio que negocia a compra, a venda representa um "investimento orientado para o mercado feito para salvar a cadeia de indústria da Honor".

Desde o ano passado, a Huawei  é acusada de espionagem pelo governo norte-americano. Vender uma de suas divisões pode ser a solução para que os aparelhos continuem sendo vendidos – principalmente porque, devido às sanções impostas pelo governo, a empresa encontra dificuldades para comprar componentes para fabricação de seus aparelhos. 

De acordo com as empresas que negociam a compra com a companhia chinesa, apesar da mudança, a direção de desenvolvimento da marca não será afetada pela venda. Até o momento, não há informações sobre o valor da negociação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários