huawei
Peter Stein/Shutterstock
Huawei se prepara para ir à Justiça no Brasil

Depois de o governo brasileiro apoiar o projeto norte-americano Clean Network , que limita a presença de empresas chinesas em redes 5G , a Huawei se prepara para para uma ofensiva na Justiça, de acordo com o jornal O Globo. 

Segundo fontes ouvidas pelo jornal, a chinesa Huawei já teria contratado um escritório especializado de Brasília para se preparar para entrar na Justiça e fazer parte de implementação do 5G no Brasil.

Esse cenário não seria novidade para a empresa. Na quarta-feira (11), a Suécia suspendeu o leilão de frequências depois que a Huawei obteve, na Justiça do país, liminar suspendendo as restrições a respeito da sua participação. Especialistas temem que uma judicialização do leilão do 5G também aconteça aqui no Brasil.

Uma fonte ligada à Huawei disse ao Globo que lamenta um possível cenário em que seja necessário envolver a Justiça aqui no Brasil, mas também ressaltou que a empresa não vai medir esforços para se defender.

O que é o Clean Network

De acordo com o Departamento de Estado dos EUA , o Clean Network é "um programa da administração Trump para proteger ativos norte-americanos de invasões por atores malignos, como o Partido Comunista Chinês".

Na prática, o argumento central do projeto é de que as empresas chinesas poderiam estar espionando usuários e que, por isso, devem ser mantidas de fora das redes 5G

O Brasil é um dos 30 países que aderiram à iniciativa, sendo a maioria deles aliada aos Estados Unidos.

Na quarta-feira, a embaixada chinesa no Brasil afirmou, em nota, que a Clean Network "é discriminatória, excludente e política. É de fato uma ‘rede suja’, e sinônimo de abuso do pretexto da segurança nacional por parte dos EUA para promover guerra fria tecnológica e bullying digital".

Apesar das recorrentes acusações, os Estados Unidos não apresentam provas de que a Huawei estaria, de fato, comprometendo os dados dos usuários mundo afora. Especialistas dizem que decisões como essa são mais políticas do que técnicas. 

Atualmente, os equipamentos da Huawei representam cerca de 40% da infraestrutura de internet móvel no Brasil, fornecendo 2G, 3G e 4G. Pela dificuldade de trocar toda a rede, as empresas de telefonia brasileiras são a favor da manutenção da Huawei por aqui com a chegada do 5G .

    Veja Também

      Mostrar mais