Avião autônomo da Merlin Labs
Reprodução/Youtube
Avião autônomo da Merlin Labs

É possível criar um avião autônomo ? Arentemente, esse é o objetivo da Merlin Labs , uma startup que “permaneceu nas sombras” até a apresentação oficial ao público, que ocorreu nesta quarta-feira (26). Graças a uma rodada de financiamento bem-sucedida feita por ninguém menos que o Google , a empresa está desenvolvendo uma tecnologia totalmente autônoma para aeronaves voarem sozinhas.

Em vídeo de apresentação do canal no YouTube , que também foi criado nesta quarta-feira, a Merlin Labs agradeceu e nomeou os investidores iniciais, que incluem o Google Ventures e muitos outros. Somente na rodada inicial, a startup garantiu US$ 25 milhões (algo em torno dos R$ 132 milhões). Com o financiamento, a empresa planeja “provar seu valor” implementando a tecnologia autônoma em uma frota de aviões King Air.

Você tem que ver o vídeo abaixo, porque é assustador ver a engrenagem de voo se movendo por conta própria:

Você viu?

Até agora, a startup disse que executou diversas “missões autônomas em vários tipos de aeronaves”, incluindo em turbinas turboélice, como os aviões King Air. E não se engane: a Merlin Labs não está construindo um jato, carro voador ou eVTOL , mas sim a tecnologia a bordo, que dá ao meios de transporte aéreo uma autonomia total, em vez da pilotagem remota.

A frota de 55 aeronaves King Air vem da Dynamic Aviation, que trabalhará lado a lado com a Merlin Labs para testar a direção autônoma, provavelmente nas instalações de voo da empresa aeroespacial no Porto Espacial e Aéreo de Mojave, na Califórnia (EUA). O objetivo, claro, é desenvolver um avião autônomo de asa fixa e patentear a nova tecnologia.

Se isso acontecer, seria uma virada de jogo totalmente revolucionária para as viagens aéreas. A Merlin Labs pode ser nova, mas agora é oficialmente uma empresa para ficar de olho – especialmente com o apoio de uma gigante tecnológica como o Google .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários