Tamanho do texto

Documentos de identificação estão migrando para o digital, evitando que eles sejam esquecidos quando houver necessidade de apresentá-los

Carregar documentos no celular deve se tornar cada vez mais comum no Brasil
Pixabay
Carregar documentos no celular deve se tornar cada vez mais comum no Brasil

É cada vez mais comum as empresas disponibilizarem serviços que facilitem a vida dos consumidores por meio de aparelhos eletrônicos. Lojas virtuais, Internet Banking, e-CAC, eSocial e Portal de Assinaturas - que permite assinar documentos com validade legal e jurídica na internet – são alguns dos exemplos encontrados no Brasil.

LEIA:  Resistente à água, Apple Watch 2 ganha GPS e processador mais rápido

Na mesma proporção crescem as opções que simplifiquem as tarefas, aumentam as possibilidades de acesso a estes serviços. Se antes o computador era o meio mais utilizado, atualmente os smartphones estão ganhando mais espaço. Além de permitir o acesso à internet, os celulares são capazes de armazenar, com mais segurança, nossos documentos de identificação.

De acordo com Maurício Balassiano, o motivo para isso é simples: o celular é o acessório que nos acompanha durante a maior parte do dia. É nele que estão todos os compromissos, os e-mails, as mensagens e as fotos. Por conta disso, as empresas que não acompanham esta tendência, acabam perdendo espaço no mercado.

LEIA MAIS:  Google Trips é aplicativo para organizar suas viagens em apenas um lugar

Também é por este motivo que os documentos de identificação estão migrando para o digital, evitando que eles sejam esquecidos quando houver necessidade de apresentá-los em alguma situação. Recentemente, foi lançado no mercado o MobileID, modalidade de Certificado Digital que pode ser armazenada em dispositivos móveis. Dessa forma, o e-CPF e o e-CNPJ podem ser carregados em aparelhos como tablets ou smartphones, tornando possível fazer assinaturas, por exemplo. 

Uma das iniciativas que vão de encontro à transição dos documentos para os meios digitais é o Projeto de Lei 2006/15, apresntado pelo deputado Tenente Lúcio (PSB-MG), que propõe que os motoristas apresentem, por exemplo, a CNH e o Renavan em formato digital, por meio do celular, desde que ele possua o Certificado Digital válido. O projeto está em trâmite em caráter conclusivo, portanto, não precisa ser votado em Plenário.

LEIA TAMBÉM:  Como enviar mensagens secretas pelo Facebook Messenger

Esse cenário mostra que o digital e o mobile estão e estarão cada vez mais presentes na vida das pessoas. Assim como fazer compras online ou acessar a conta bancária diretamente de um aparelho eletrônico se toranaram atividades cada vez mais comuns, carregar os documentos de identificação no celular também será algo que fará parte do dia a dia do brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.