Tamanho do texto

Empresa tem investido em inteligência artificial e desenvolveu cinco robôs com características animais entre formigas, águas vivas e outros; veja

Inteligência artificial já é realidade no mundo
shutterstock
Inteligência artificial já é realidade no mundo


A inteligência artificial (AI) já é uma realidade no mundo. Com ela será possível diagnosticar doenças de forma mais rápida e efetiva, realizar procedimentos com técnica precisa e até mesmo criar robôs humanoides, capazes de reproduzir movimentos e atividades de um ser humano.

Leia também: Facebook copia Snapchat (de novo) e lança vídeos temporários no Messenger

Muitos estudos e investimentos têm sido feitos  nessas tecnologias e em um futuro não tão distante a inteligência artificial será realidade do cotidiano em muitas nações. Um estudo da Research and Markets estima que o mercado global de soluções Inteligência Artificial pode movimentar cerca de US$ 23,4 bilhões até 2025. O montante, segundo a pesquisas,  representa um crescimento anual médio de 53,65% entre 2015 e 2020 e 44,3% até 2025.

Pensando em aproveitar uma fatia desse mercado promissor a multinacional alemã Festo investiu em um setor de desenvolvimento exclusivo de robôs inspirados em animais. Chamado de Bionic Learning Network, o local é considerado uma rede de aprendizado biônico que reúne biólogos, engenheiros e estudantes e já criou diversos animais robóticos.

Desde o começo de sua operação já foram desenvolvidos cinco Bionics que foram produzidos com conceito da indústria 4.0 e moderna tecnologia de AI; veja:

BionicANTs

Os engenheiros da Festo estudaram a delicada anatomia das formigas para criar algoritmos complexos que traduzem o comportamento cooperativo das formigas para a tecnologia. Os BionicANTs demonstram como as unidades individuais podem reagir em diversas situações, coordenar-se ente si e atuar como um sistema em rede global.

Elas trabalham juntas, se comunicam e coordenam suas ações e movimentos. Cada uma das formigas toma decisões automaticamente e desempenha seu papel na resolução de uma tarefa. Esse comportamento cooperativo oferece abordagens interessantes para a chamada “fábrica do futuro”.

Leia também: Personalize o seu Android: faça já o Taste Test lançado pelo Google

eMotionButterflies

A empresa uniu a construção ultraleve de insetos artificiais com voo coordenado em coletivo. As borboletas têm uma rota pré-programada que especifica os percursos de voo, caso alguma delas saia do trajeto já estabelecido, o sistema de câmeras mede a posição real de todos os objetos voadores 160 vezes por segundo e corrige o erro, fazendo com que a manobra da borboleta mude e todas voem em harmonia.

AquaPenguins

O pinguim possui um contorno hidrodinâmico. Sua elegante propulsão de asa, a cabeça e a cauda podem ser movidas em todas as direções, o que permite que o pinguim robótico faça manobras em condições espaciais apertadas e até nadar para trás, ao contrário de seus equivalentes biológicos. Os pinguins biônicos são concebidos como veículos subaquáticos autônomos que se orientam de forma independente e navegam através da bacia hidrográfica. Eles têm um sistema de sonar 3D, igual aos golfinhos, que permite a comunicação com o ambiente e com outros pinguins robóticos para evitar colisões.

BionicKangaroo

Ele conta com tecnologia de acionamento pneumático e elétrico com uma estrutura leve, segredo para a agilidade e estabilidade da máquina. A cinemática de salto estável, mais a tecnologia de controle preciso garantem estabilidade ao pular e pousar. Como um animal real, BionicKangaroo recupera energia ao saltar, armazenando-a para saltos subsequentes.

AqueJelly

A água viva desliza de maneira elegante e, aparentemente, sem esforço através da água. Isso é sustentado por tentáculos adaptativos, que são controlados por uma movimentação elétrica em seu corpo. A tecnologia de inteligência artificial integrada de comunicação e o sensor tecnológico em conjunto com os diagnósticos em tempo real permitem o comportamento coordenado e coletivo de várias águas-vivas, mesmo em um espaço ilimitado.

Leia também: Conheça o Flippy, o robô cozinheiro que prepara hambúrgueres

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.