Tamanho do texto

Campanha maliciosa fez milhões de pessoas receberem link para página falsa do serviço; objetivo é ter acesso aos números dos celulares das vítimas

Um novo golpe que promete um ano de assinatura grátis na Netflix vem atraindo muitos usuários do WhatsApp. De acordo com a ESET, fornecedora de soluções de segurança da informação, a campanha maliciosa faz milhões de pessoas receberem um link para uma página falsa do serviço de streaming e ficarem expostas ao roubo de informações caso aceitem o que os cibercriminosos pedem na página. 

Leia também: Entenda como são realizados os golpes do vale-presente no WhatsApp

Para fazer com que os usuários caiam no golpe, os cibercriminosos enviam uma mensagem pelo WhatsApp com um link que parece pertencer ao domínio da Netflix. Porém, se a vítima observar o link encurtado poderá notar que será redirecionado para um endereço que não tem qualquer relação com a plataforma de streaming.

Após envio do link para usuários do WhatsApp, página redireciona vítima para o que diz ser
Repordução
Após envio do link para usuários do WhatsApp, página redireciona vítima para o que diz ser "o último passo" da ativação

Leia também: WhatsApp pretende disponibilizar pagamentos pela plataforma

Segundo a ESET, a página para qual o usuário é encaminhado utiliza um certificado de segurança, que pode ser visualizado por meio do "https" presente na barra de endereços. O objetivo é passar aos usuários a sensação de que se trata de uma página genuína do serviço de streaming. Para ter acesso à suposta promoção, o usuário deve compartilhar o link com dez amigos ou grupos dentro do aplicativo, ajudando a disseminar a mensagem.

"Em seguida, a vítima é redirecionada para algumas páginas que dizem ser 'o último passo' para concretizar a ativação", informa a ESET. Porém, segundo a empresa, é neste momento em que o número do celular é roubado para uso em pacotes de mensagens SMS. Os hackers também utilizam as informações oferecidas pela vítima para instalar aplicativos por meio de lojas não oficiais.

Como se proteger

De acordo com a empresa de segurança, é preciso deixar claro que o golpe não trata de um vírus dentro do aplicativo de mensagens, já que não está em questão nenhum tipo de arquivo executável que poderia ser instalado no smartphone apenas por acessar a página. Só existe um risco de fato de suas informações serem roubadas quando o usuário compartilha o link com outras pessoas.

Leia também: WhatsApp: Não gosta das mensagens de áudio? Conheça o "ditado"

Se este é o seu caso, entre em contato com quem recebeu a mensagem e informe que se trata de um golpe. A ideia é evitar que a mensagem continue sendo compartilhada dentro do WhatsApp. Caso você tenha preenchido algum formulário, entre em contato com sua operadora de telefonia para verificar se você está cadastrado em algum pacote de mensagens pago. Por fim, verifique se algum aplicativo desconhecido foi instalado em seu aparelho e desinstale-o.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.