Tim Berners-Lee, criador da World Wide Web
Creative Commons
Tim Berners-Lee, criador da World Wide Web

O criador da World Wide Web , Tim Berners-Lee , anunciou que vai vender o código-fonte da rede mundial de computadores como NFT . As nove mil linhas de código escritas pelo programador serão leiloadas no final de junho.

Berners-Lee escreveu o código-fonte por trás da rede mundial de computadores entre 1989 e 1991 e, apesar de ter viabilizado o funcionamento da internet da forma que conhecemos hoje, o programador nunca ganhou dinheiro com sua invenção.

O código nunca chegou a ser patenteado e, na ocasião, foi disponibilizado gratuitamente em domínio público pelo laboratório de física de partículas Cern, na Suíça, onde o inglês trabalhava. Isso permitiu que a tecnologia fosse adotada em todo o mundo.

Ao todo, quatro itens relacionados à criação da rede mundial de computadores irão à leilão pela Sotheby's: os arquivos com registros de data e hora originais do código-fonte da World Wide Web, uma visualização animada do código-fonte , uma carta escrita por Tim Berners-Lee sobre sua invenção e um pôster digital do código.

O leilão da coleção vai acontecer entre os dias 23 e 30 de junho, e os lances começam em preços baixos, na casa dos US$ 1 mil, para atrair mais pessoas. Vale lembrar as vendas serão realizadas em NFT , ou seja, quem comprar o código-fonte da rede mundial de computadores não o terá de fato, mas apenas será dono de um certificado de posse digital. Saiba mais sobre o que são NFTs neste link .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários