Richard Branson em voo da Virgin Galactic
Reprodução/Virgin Galactic
Richard Branson em voo da Virgin Galactic

A Virgin Galactic, empresa de turismo espacial do bilionário Richard Branson , divulgou nesta quinta-feira (5) o preço de uma vaga nas próximas viagens para o espaço: US$ 450 mil por pessoa, ou R$ 2,3 milhões, em conversão direta.

Antes do seu primeiro voo tripulado , que levou Branson para a órbita da Terra, a empresa cobrava um valor mais atrativo. As passagens eram vendidas entre US$ 200 mil e US$ 250 mil (algo entre R$ 1 milhão e R$ 1,3 milhão).

Apesar do preço alto, a Virgin Galactic afirma que já tem uma fila de 600 pessoas com reservas para participarem de futuras viagens ao espaço. A próxima acontecerá em setembro, mas ainda será considerada um teste. As viagens com turistas pagos devem começar em 2022.

Para quem é corajoso mas não tem todo esse dinheiro, o bilionário está sorteando uma passagem . Qualquer pessoa do mundo pode participar do sorteio.

Branson, porém, não é o único bilionário na corrida espacial. Depois dele, o fundador da Amazon, Jeff Bezos, foi ao espaço em voo da sua empresa Blue Origin. Um dos assentos deste primeiro voo havia sido leiloado e arrematado por US$ 28 milhões (cerca de R$ 147 milhões). O comprador, porém, desistiu, e a vaga ficou com o jovem holandês Oliver Daemen, que não divulgou quanto gastou para ir ao espaço.

"Não pagamos nem perto de US$ 28 milhões, mas eles me escolheram porque eu era o mais jovem e também era piloto e já conhecia bastante sobre isso", disse Daemen,  em uma entrevista à Reuters . Relembre o voo de Jeff Bezos ao espaço:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários