Pesquisa critica ferramenta da Apple
Unsplash/Jenny Ueberberg
Pesquisa critica ferramenta da Apple

Um estudo da Lockdown Privacy, empresa formada por ex-engenheiros da Apple, concluiu que o sistema da Apple que impede o rastreamento de usuários de iPhones é "inútil". De acordo com os pesquisadores, os aplicativos continuam usando outras estratégias para burlar as novas regras.

A ferramenta, chamada de  App Tracking Transparency (ATT), chegou em abril deste ano com o iOS 14.5. Com o recurso, aplicativos não podem mais rastrear informações dos usuários sem consentimento explícito.

Na ocasião, a  novidade gerou polêmica, já que o modelo de negócios baseado em dados de várias plataformas, como o Facebook, foi prejudicado. Agora, o estudo msotra que a ferramenta, na verdade, permite o rastreamento mesmo que os usuários escolham não ser rastreados.

"Descobrimos que a funcionalidade não fez diferença no número total de rastreadores de terceiros ativos e teve um impacto mínimo no número total de tentativas de conexão de rastreamento de terceiros. Além disso, confirmamos que dados pessoais ou do dispositivo estavam sendo enviados aos rastreadores em quase todos os casos. A ATT foi funcionalmente inútil para interromper o rastreamento de terceiros, mesmo quando os usuários escolhem explicitamente 'Ask App Not To Track'", diz o relatório.

Leia Também

Ao constatar que a ferramenta não é útil, os pesquisadores afirmaram, ainda, que ela é ruim, já que dá aos usuários uma falsa sensação de privacidade. Eles criticam, ainda, que a Apple usa um "sistema de honra", confiando quando os desenvolvedores de aplicativos asseguram que não coletam dados dos usuários. "Os aplicativos não tem incentivo para serem honestos, uma vez que todos os concorrentes estão mentindo", disseram os pesquisadores.

Procurada pelo The Washignton Post, a Apple se defendeu. "A Apple acredita que o rastreamento deve ser transparente para os usuários e sob seu controle. Se descobrirmos que um desenvolvedor não está honrando a escolha do usuário, trabalharemos com o desenvolvedor para resolver o problema ou eles serão removidos da App Store".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários