Twitter pode ser favorecido em batalha contra Musk
Unsplash/Souvik Banerjee
Twitter pode ser favorecido em batalha contra Musk

A juíza que assumiu o  processo do Twitter contra Elon Musk tem um histórico que pode pesar contra o bilionário: ela já obrigou um comprador a concluir o acordo de fusão com uma empresa, decisão rara de ser tomada. As informações são da Reuters.

Kathaleen McCormick é juíza-chefe do Tribunal de Chancelaria de Delaware, onde corre o processo - ela foi a primeira mulher a assumir o cargo, no ano passado. Na última quarta-feira (13), ela foi encarregada de assumir a ação entre Twitter e Musk.

"Ela já tem um histórico de não tolerar alguns dos piores comportamentos que vemos nessas áreas quando as pessoas querem sair de acordos", disse, à Reuters, Adam Badawi, professor de direito especializado em governança corporativa da Universidade da Califórnia. "Ela é uma juíza séria e objetiva".

Foi no ano passado que Kathaleen decidiu obrigar um comprador a concluir o acordo com uma empresa. Na ocasião, ela ordenou que uma afiliada da empresa de private equity Kohlberg & Co LLC fechasse o acordo de compra de US$ 550 milhões da DecoPac Holding Inc, empresa que fabrica produtos para decoração de bolos.

Esse caso tem algumas similaridades com a briga entre Musk e o Twitter: o argumento usado pelo comprador para desistir do negócio foi parecido com o que o bilionário usou contra a rede social. Por outro lado, há diferenças: a negociação entre Twitter e Musk é muito maior tanto financeiramento quanto no impacto que pode gerar em outras empresas, como a Tesla, e no mercado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários