Tecnoblog

Telegram
shutterstock
Telegram dispara nas lojas de aplicativos

As mudanças na política de privacidade do WhatsApp fizeram dois concorrentes ganharem destaque: o Telegram e o Signal chegaram ao primeiro lugar em downloads no Google Play e na Apple App Store em dezenas de países. No Brasil, os dois apps de mensagens figuram no top 10. Usuários se irritaram por terem que compartilhar dados com o Facebook .

Manchetes ao redor do mundo dizem que usuários do WhatsApp terão que apagar a conta se não quiserem trocar dados com o Facebook. Na verdade, essa exigência já existia desde 2016 e se aplica para a maioria dos 2 bilhões de pessoas no app - só que poucos sabiam disso.

O efeito: os principais concorrentes voltaram aos holofotes. Isso inclui o Signal , cujo protocolo de criptografia ponta-a-ponta é usado pelo WhatsApp ; além do Telegram , rival de longa data.

De acordo com a consultoria App Annie, o Signal esteve em primeiro lugar na App Store em 44 países neste domingo (10). Há uma semana, antes de toda a polêmica se iniciar, ele não liderava os downloads em nenhum país - o app para iPhone sequer chegava aos 100 mais baixados.

No Google Play , a situação é parecida: o Signal para Android domina o ranking geral de apps em 14 países; há uma semana, ele nem aparecia nas listas de top 100.

Telegram cresce no iPhone e Android

Com o Telegram , o aumento no interesse também impressiona, mesmo que o app já conte com quase 500 milhões de usuários. A versão para Android liderava a Play Store em 20 países neste domingo; no caso da App Store , são 29 mercados diferentes, segundo a App Annie.

No Brasil, o Telegram já estava entre os 50 apps mais baixados há algum tempo, mas ele disparou para o topo do ranking nos últimos dias; o mesmo ocorreu em diversos outros países, como nos EUA.

    Leia tudo sobre: Facebook

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários