Tecnoblog

Vídeo mostra modelo da Oppo
Reprodução/Oppo
Vídeo mostra modelo da Oppo

Depois da Xiaomi e da Motorola , é a vez da Oppo : a companhia chinesa apresentou um  conceito de celular com tela enrolável e que repõe a bateria à distância. A exibição ocorreu em um vídeo publicado nesta terça-feira (23), durante a MWC Shangai , onde o Oppo X 2021 permanece carregando mesmo quando retirado da base, totalmente sem contato. Não há previsão de lançamento de um smartphone com a tecnologia.

Você viu?

O vídeo é curto, com apenas 30 segundos. No começo, o telefone aparece sendo recarregado em uma base, como acontece com os carregadores sem fio atuais. Em seguida, uma pessoa levita o smartphone, ainda mantendo-o sobre a área do suporte. A bateria, no entanto, continua conectada à fonte de energia e em processo de recarga.

A Oppo não revelou outros detalhes sobre o recurso, tampouco deixou pistas sobre o seu lançamento. Mas, em uma publicação na rede social chinesa Weibo, Digital Chat Station afirmou que a novidade pode alcançar uma potência de 7,5 watts. Confira a demonstração da tecnologia da Oppo a seguir:

Xiaomi revela Mi Air Charge com recarga de 5 watts

A Oppo não é a primeira empresa a buscar alternativas aos padrões de recarga sem fio atuais. No fim de janeiro, a Xiaomi anunciou uma tecnologia conhecida como Mi Air Charge com potência de 5 watts. O propósito do conceito é o mesmo: carregar a bateria à distância, ou seja, sem a necessidade de encostar o celular em algum lugar.

As exibições das duas empresas, porém, possuem diferenças que merecem atenção. Isto porque, na demonstração da Xiaomi, o smartphone não precisa estar posicionado sobre a fonte de energia, ao contrário da apresentação da Oppo. No vídeo da Xiaomi, a bateria também é carregada enquanto a pessoa caminha pela sala, por exemplo.

A Motorola também revelou o seu projeto no fim de janeiro. Neste caso, a tecnologia de recarga wireless conhecida como "Motorola One Hyper" alcança uma distância de 100 cm. Mas o processo de transmissão de energia é interrompido quando uma pessoa coloca a mão entre o celular e a base. Não se sabe quando e se as soluções da Xiaomi e da Motorola chegarão aos consumidores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários