Facebook vai impedir criação de molduras
Unsplashi
Facebook vai impedir criação de molduras

Temas de foto de perfil no Facebook são usados por milhões de pessoas para manifestar apoio a uma causa ou movimento, se solidarizar ou ainda apoiar candidatos em uma eleição. Mas o Facebook vai desativar a criação de molduras feitas por usuários, porque grupos antivacina vêm usando o recurso para disseminar desinformação sobre os imunizantes contra a Covid-19.

Em um blogpost publicado na sexta-feira passada (18), a Meta, controladora do Facebook, confirmou que, a partir de 21 de março, todas essas molduras customizadas serão deletadas, e apenas as que foram criadas por instituições de governo ou organizações médicas oficiais vão continuar no Frame Studio.

A criação de temas de perfil também foi limitada a fontes confiáveis de informações sobre Covid-19: autoridades como a OMS, a UNICEF, o CDC (Centro de Controle para Doenças), agências de governo e ministérios de saúde. Para instituições dos governos municipal, estadual e federal, como órgãos que administram eleições, serviços de emergência e forças policiais, a criação de filtros no Facebook também continuará habilitada.

"Essa mudança reflete nossa ênfase contínua em ajudar as pessoas a expressarem seu apoio a causas importantes como voto e informações de saúde confiáveis", disse o Facebook em comunicado.

Ao pesquisar pelos temas antivacina na aba de busca do estúdio da rede social, não foi possível encontrá-los. Estão presentes filtros da UNICEF Brasil (e de outras partes do mundo), do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) — todos incentivando a vacinação contra a Covid-19.

Leia Também

Temas eram usados para driblar punições do Facebook

Desde que os imunizantes contra a doença se tornaram amplamente disponíveis, os movimentos antivacina tentaram disseminar boatos por meio dos temas de fotos de perfil. Essa é uma forma de espalhar desinformação e driblar as punições que a plataforma poderia impor, caso encontrasse postagens que violassem regras de desinformação sobre saúde.

Alguns dos filtros contra a vacina continham a mensagem "Eu confio no meu sistema imunológico, não em uma vacina". Uma vez que essas molduras eram criadas, antes de o Facebook limitar o uso do recurso, qualquer usuário poderia encaixá-las em sua imagem de perfil.

Em maio de 2021, a CNBC abordou a questão em uma reportagem e, desde então, o Facebook vem removendo diversos desses temas por violação das regras de desinformação sobre saúde. Entretanto, mais e mais molduras estavam sendo criadas. Com a medida anunciada na sexta-feira, a plataforma coloca um ponto final no problema.

Entretanto, a rede social ainda vai permitir que fotos com filtros de perfil criados por um usuário continuem no ar — elas não serão derrubadas. É possível baixar molduras criadas usando o Frame Studio, pelo menos até 21 de março.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários