TikTok
Unsplash/Kon Karampelas
China acusa EUA em caso TikTok

A China acusou os Estados Unidos de violar as regras da Organização Mundial do Comércio ( OMC ) ao impor restrições aos aplicativos TikTok e WeChat no país. A declaração foi feita durante uma reunião a portas fechadas da OMC na última sexta-feira, de acordo com um representante comercial do órgão. As informações são do jornal O Globo.

Segundo a fonte, que não quis ser identificada, o representante chinês disse que os EUA ferem os princípios básicos determinados pela OMC. "São claramente inconsistentes com as regras da OMC, restringem os serviços comerciais transnacionais e violam os princípios e objetivos básicos do sistema comercial multilateral", afirmou.

Anteriormente, os EUA  bloqueou os downloads do TikTok e do WeChat no país, além de  obrigar o primeiro a ser vendido para uma companhia local. O governo Donald Trump acusa as aplicações de serem um perigo para a segurança nacional, mas nunca apresentou provas sobre tal afirmação. Um juiz americano  impediu as restrições impostas aos aplicativos - pelo menos por enquanto.

Ainda na reunião da OMC , a China disse que a falta de evidências que justifiquem as ações dos EUA contra TikTok e WeChat é um "abuso claro" das regras. 

Do lado de lá, os EUA se defenderam dizendo que as ações do governo visam diinuir os danos que os aplicativos podem causar à segurança nacional. 

O jornal O Globo lembra que a declaração chinesa, por si só, não pode ter consequências. Apesar disso, a China pode prestar uma queixa formal sobre o caso à OMC .

    Leia tudo sobre: aplicativo

    Veja Também

      Mostrar mais